MENU

10/11/2021 às 10h39min - Atualizada em 10/11/2021 às 10h39min

Toronto cancela algumas aulas de recreação devido ao impacto da política de vacinação na equipe

Na última semana cerca de 250 funcionários foram afastados por não apresentarem prova de vacinação

Redação North News
City News
City News

A cidade de Toronto diz que interromperá algumas aulas de recreação nesta semana por causa dos impactos sobre a equipe por conta de sua política de vacinação contra o COVID-19, que exigia que todos os funcionários recebessem um curso completo de vacina até 30 de outubro.

 

Em um comunicado à imprensa, a cidade diz que as aulas modificadas podem incluir esportes, fitness, dança e artes, acrescentando que qualquer pessoa afetada será contatada diretamente. Se a equipe não fornecer prova da vacinação completa, a cidade diz que os indivíduos serão suspensos por até seis semanas ou até que a documentação oficial seja apresentada.

 

Os assinantes das aulas receberão créditos em suas contas pelas aulas perdidas, a cidade confirma.

 

A cidade diz que uma aula cancelada não indica que um instrutor não foi vacinado contra o vírus, explicando que a decisão tem a ver com minimizar os cancelamentos, pois os funcionários serão realocados para diferentes programas - incluindo, mas não se limitando a, taxas de cuidados infantis, salva-vidas e protocolos de limpeza .

 

“Nossa equipe está trabalhando para resolver quaisquer impactos na programação e trabalhando em tempo real para implementar esforços de mitigação com o objetivo de continuar a oferecer o máximo possível de nossos programas de outono”, disse o gerente da cidade, Chris Murray, em um comunicado.

 

“Eu encorajo fortemente todos a receberem um curso completo da vacina contra o COVID-19 para ajudar a proteger nossa comunidade e uns aos outros.”

 

A Polícia de Toronto, os Bombeiros de Toronto ou os Serviços Paramédicos de Toronto não serão afetados devido à política de vacinação de Toronto.

 

Quase 250 funcionários da cidade foram colocados em licença sem vencimento na semana passada por não fornecerem seus status de vacinação.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.6%
5.1%
7.3%