MENU

26/11/2021 às 12h56min - Atualizada em 26/11/2021 às 12h56min

Membros da Câmara dos Comuns participarão de sessões híbridas à partir de hoje

Liberais e Novos Democratas venceram a votação por 180 votos a 140 contra os Conservadores e o Bloco Quebequense

Redação North News
City News
A Yee / Flickr / CC BY 2.0

Os membros do Parlamento podem trabalhar em casa novamente depois de aprovar uma moção na quinta-feira, 25,  para retomar as sessões híbridas da Câmara dos Comuns.

 

Liberais e Novos Democratas juntaram forças para aprovar a moção sobre as objeções dos parlamentares Conservadores e do Bloco Quebequense que desejavam retornar totalmente às operações normais em pessoa.

 

A moção dá aos parlamentares a opção de participar virtualmente dos procedimentos, incluindo votos e debates na Câmara dos Comuns e seus comitês, começando nesta sexta-feira, 26, e continuando até a pausa da Câmara para o verão em junho.

 

Foi aprovada na quinta-feira por uma votação de 180-140 depois que o NDP apoiou os liberais no fim de dois dias de debate sobre o assunto.

 

Os parlamentares adotaram o formato híbrido há um ano, com o objetivo de limitar o número de membros na Câmara dos Comuns para evitar a disseminação do COVID-19. Mas o acordo entre as partes para permitir esse formato expirou em junho passado.

 

Desde que o Parlamento foi retomado na segunda-feira após um hiato de cinco meses, todos, exceto um dos 338 parlamentares do país, estiveram na Câmara dos Comuns porque não houve um acordo unânime para retornar às sessões híbridas.

 

O membro do parlamento desaparecido - o conservador Richard Lehoux - testou positivo para o COVID-19 no sábado, dois dias depois de participar de um retiro da facção conservadora presencialmente.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.2%
5.9%
6.9%