MENU

03/12/2021 às 17h09min - Atualizada em 03/12/2021 às 17h09min

Suspeita de caso de variante Omicron sendo investigada em restaurante de Toronto

Um funcionário do restaurante testou positivo para o vírus e acredita-se que seja a variante por seu histórico de viagem

Redação North News
City News
THE CANADIAN PRESS/Cole Burston

O Toronto Public Health (TPH) diz que algumas pessoas que foram a um restaurante no centro da cidade na semana passada podem ter sido expostas à variante Omicron do COVID-19.

 

As autoridades disseram que um funcionário da Piccolo Caffe E Vino, localizado na 111 John St. perto da Adelaide Street West, testou positivo para COVID-19 e, devido ao histórico recente de viagens, suspeita-se que seja a nova variante.

 

“O caso relacionado a este estabelecimento está sendo investigado pelo TPH como um caso suspeito da variante Omicron, devido ao histórico recente de viagens do indivíduo à África do Sul”, disse a agência de saúde pública em um comunicado.

 

O funcionário com teste positivo estava no restaurante de 26 a 27 de novembro, das 21h00 às 2 da manhã

 

“O TPH começou a investigar essa configuração em 29 de novembro, após uma notificação de uma possível exposição ao COVID-19”, disseram as autoridades.

 

O TPH disse que acompanhou todos os contatos próximos conhecidos e pediu que eles se isolassem por 10 dias e fizessem o teste.

 

Autoridades de saúde também estão pedindo aos clientes que estiveram no restaurante durante essas datas e horários que façam o teste imediatamente, monitorem os sintomas e, se desenvolverem sintomas, para se isolarem enquanto esperam pelos resultados dos testes.

 

As autoridades disseram que não há risco para quem esteve lá fora dessas datas e horários.

 

Na quinta-feira,02, duas unidades públicas de saúde do GTA notificaram casos da variante. O Departamento de Saúde da Região de Durham disse que um contato próximo de alguém que esteve recentemente na África Austral testou positivo.

 

Além disso, o Halton Public Health disse que uma pessoa foi confirmada para ter a variante, e duas outras tiveram casos prováveis. O relatório disse que as três pessoas eram contatos próximos e uma das pessoas com um caso suspeito havia estado recentemente na Nigéria.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.2%
5.9%
6.9%