MENU

26/12/2020 às 08h00min - Atualizada em 26/12/2020 às 08h00min

Avião da Air Canada desvia rota após 'emergência' com motor

Tripulação desligou um dos motores em pleno voo

Júnior Mendonça
Foto: Ilustrativa/Reprodução/CTV News

Um voo teste da Air Canada que fazia rota entre Arizona e Montreal, com três tripulantes a bordo, sofreu um problema no motor que obrigou a tripulação a desviar a aeronave para Tucson, Arizona.

O incidente foi tornado público nessa sexta-feira (25), porém aconteceu no dia 22 de dezembro.

Segundo site especializado em aviação, logo após a decolagem, a tripulação recebeu uma indicação de baixa pressão hidráulica no motor esquerdo.

Mesmo assim, a tripulação trabalhou nas listas de verificação relacionadas, consultou o despacho e a manutenção e decidiu continuar para Montreal.

Pouco tempo depois, a tripulação recebeu indicação de um desequilíbrio de combustível da asa esquerda, desligou o motor esquerdo, declarou emergência e desviou para Tucson, Arizona, onde o avião fez um pouso seguro cerca de 80 minutos após a partida.

Em comunicado, a Air Canada afirmou que "as aeronaves modernas são projetadas para operar com um motor" e, segundo a companhia, suas "tripulações treinam para tais operações".

ACIDENTES O incidente aconteceu com um avião Boeing 737 Max. Tal modelo ficou sob aterramento de segurança por 20 meses após dois acidentes relacionados a um software defeituoso do cockpit.

Os Estados Unidos suspenderam a proibição de voos de 20 meses do 737 MAX no mês passado, com a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos descrevendo os detalhes das atualizações de software, sistema e treinamento que a Boeing e as companhias aéreas devem concluir antes de transportar passageiros.

Depois de pousar em Tucson, o avião Air Canada foi inspecionado por veículos de segurança e escoltado até o pátio.

Em resposta a um pedido de comentários da Reuters, uma porta-voz da Boeing se referiu à Air Canada para obter informações sobre o incidente e não forneceu nenhum comentário adicional

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.6%
4.7%
7.7%