MENU

19/12/2021 às 00h27min - Atualizada em 19/12/2021 às 00h27min

OMICRON - O que você precisa saber.

Conheça quais são os sintomas mais comuns em quem foi infectado pela nova variante do COVID-19

Tom Yun
CTCNews

De acordo com a ZOE COVID Study (UK) , que rastreia sintomas registrados de participantes usando um aplicativo de smartphone, relatou na quinta-feira, 16, que os cinco principais sintomas do Omicron foram: nariz escorrendo, dor de cabeça, fadiga (leve ou grave), espirros, dor de garganta. 

Os dados foram coletados entre 3 e 10 de dezembro em Londres, onde Omicron se tornou a cepa dominante, com base em mais de 52.000 testes COVID-19.

Com estas informações, “as pessoas agora reconhecem os sintomas parecidos com os do resfriado que parecem ser a característica predominante do Omicron. Essas são as mudanças que irão desacelerar a propagação do vírus", disse o cientista chefe do ZOE, Tim Spector, em um comunicado à imprensa na quinta-feira.

Essas descobertas também são consistentes com os dados anteriores do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, que estudou 43 casos de Omicron de 1º a 8 de dezembro. O CDC descobriu que tosse, fadiga e congestão ou rinorreia (um sinal presente na coriza e faz parte da síndrome gripal) foram os mais comuns sintomas entre este grupo, três quartos dos quais foram totalmente vacinados.

Da mesma forma, a Dra. Angelique Coetzee, que é presidente da Associação Médica da África do Sul e a primeira médica a detectar a variante Omicron, disse que a fadiga estava entre os sintomas mais comuns que ela observou, junto com dores de cabeça, dores no corpo e "arranhões" na garganta.

"A maioria deles está vendo sintomas muito, muito leves e nenhum deles até agora admitiu pacientes para procedimentos mais complexos. Temos sido capazes de tratar esses pacientes de forma mais simples em casa", disse ela.

No entanto, especialistas dizem que é muito cedo para dizer se o Omicron será menos severo no Canadá.

Para Dra. Lisa Barrett  da Universidade Dalhousie alguns dados do país dizem que esta pode ser uma doença menos grave. Porém outros estudos não dizem a mesma coisa. Para ela, Mesmo se você não estiver no hospital, mas apresentar estes sintomas, tanto seus empregadores, contatos comerciais, pessoas que você se encontrou ou pessoas próximas a você, deveriam saber que você pode estar muito doente, mesmo sem precisar ir ao hospital.

Co-Autor: Eduardo Bergsten

 

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.2%
5.9%
6.9%