MENU

16/02/2022 às 12h28min - Atualizada em 16/02/2022 às 12h28min

Que comece a temporada de caça às bruxas

Primeiro-Ministro demite e fecha empresas de apoiadores do Comboio da Liberdade

Leandro Mendonça
Fonte: Twitter/Reprodução
Justin Trudeau afirmou que seria radical contra os apoiadores do Comboio da Liberdade. Na noite desta terça-feira, a informação que a Diretora de Comunicação da Procuradoria Geral de Ontário, Marion Ringuette foi demitida por fazer um depósito na internet de 100 dólares, em nome da causa dos caminhoneiros.  A demissão foi pedida por Doug Ford.
 
Hackers estão caçando financiadores do Comboio da Liberdade através de ‘bancos de dados’, em Websites de doações financeiras.A sorveteria  Stella Luna Gelato foi fechada, em Ottawa. A empreendedora Tammy Giuliani era apoiadora do movimento e deixou isso explícito através de postagens na internet.
 
Em Burlington, um homem invadiu uma padaria bradando que o dono da mesma havia ajudado os manifestantes. Mas o mais impressionante ficou para a rede de chás David’s Tea.  Emily Segal, mulher do dono da marca, cooperou com o Comboio da Liberdade. Ela não utilizou o nome da empresa e nem usou emails que a identificassem ou ligassem seu nome a marca. Mas ela foi descoberta pelos hackers.
 
E parece que a caça às bruxas está apenas começando, pois o Canadá passou por situações muito piores em seu passado, mas não teve atitudes extremistas como as adotadas por Justin Trudeau. Agora, os contribuintes estão a espera de quando serão descobertos pelos ‘hackers’ do Governo, que podem acessar suas contas livremente.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

86.7%
7.1%
6.2%