MENU

20/04/2022 às 09h23min - Atualizada em 20/04/2022 às 09h23min

Greve na Union Station pode causar interrupções no serviço de Toronto

Quase 100 trabalhadores no movimentado centro de trânsito deixaram o trabalho

Autora: Isabela Peixer - North News
CBC e ICI
Cerca de 100 funcionarios do centro de transporte da Union Station, de Toronto, entraram em greve hoje (20) após o sindicato e a Toronto Terminals Railway (TTR) não conseguirem firmar um acordo. As pessoas que dependem desse meio de transporte devem buscar alternativas de locomoção.

Esses trabalhadores são os principais responsáveis ​​pela manutenção da sinalização, da comunicação, e do controle dos trens no corredor ferroviário da Union Station.

Um porta-voz da Metrolinx, 
Anne Marie Aikins, disse já foi pensado em um plano para que a greve não tenha grandes impactos no GO Transit e no UP Express.

No entanto, Aikins alerta que pode haver uma queda desses serviços para o Aeroporto Pearson se a greve continuar.



Pandemia atrasou negociações de contrato

Os trabalhadores em greve afirmam que estão sem contrato desde dezembro de 2019, depois de rejeitar um acordo provisório no ano passado. Em comunicado, a operadora diz que tentou iniciar as negociações com o sindicato no início de 2020, mas foram adiadas devido à pandemia. Um acordo provisório chegou a ser discutido, mas não foi bem aceito pelos membros do sindicato.

Conforme o TTR, a principal questão é o aumento salarial.

São mais de 300 trens atuando diariamente dentro e fora da Union Station. A empresa está aconselhando os clientes a ficarem em alerta para os serviços e verificarem sempre a programação dos trens GO e UP Express antes de sair de casa. Aikins diz que a Metrolinx emitirá comunicados com frequência, para mantê-los atualizados se houver atrasos ou cancelamentos.

Ela diz que o serviço de metrô da Comissão de Trânsito de Toronto não será afetado.



 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

86.7%
7.1%
6.2%