MENU

12/05/2022 às 10h38min - Atualizada em 12/05/2022 às 10h38min

De olho nas crianças

Abusos sexuais pela internet aumentaram nos últimos anos

Leandro Mendonça
Website / www.canalcienciascriminais.jusbrasil.com.br

 A exploração sexual infantil online e o abuso sexual infantil aumentaram no Canadá de 2014 a 2020, de acordo com um estudo de dados divulgado nesta quinta-feira(12), pela Statistics Canada.

Por exemplo, em 2020, a taxa total de exploração sexual infantil online e incidentes de abuso sexual infantil foi de 131 por 100.000 crianças e jovens, em comparação a 50 por 100.000 seis anos antes.
 
O Statistics Canada, no entanto, indica que, embora o número de crimes dessa natureza possa estar aumentando, parte do aumento também pode ser atribuído ao fato de a polícia estar mais bem treinada para detectar crimes dessa natureza e ao fato de que o as vítimas estão mais dispostas a denunciá-las. Antigamente, as crianças sofriam abusos virtuais e não tinham informação suficiente para denunciar o crime.
 
De 2014 a 2020, o abuso de crianças representou 77% dos crimes sexuais infantis online em que uma vítima foi identificada. Desse total, o ato seguiu para uma ação não consensual de imagens íntimas, em 11%, e convite para toque sexual, 8%. Dos casos de pornografia infantil, 68% envolveram a produção ou distribuição de pornografia, como fotos, vídeos dentre outras formas.
 
A agência federal observou que em 2020, o primeiro ano da pandemia de COVID-19, os crimes cibernéticos relatados pela polícia aumentaram 31% em relação a 2019. Enquanto isso, houve um declínio geral nas taxas de crimes relatados pela polícia, incluindo agressão sexual, após vários anos de aumentos.
 
O Statistics Canada relata que tais fenômenos eram esperados, pois o bloqueio das pessoas em casa, introduzido em resposta à pandemia do COVID-19, teve o efeito de reduzir as chances de crimes cometidos pessoalmente. Em contraste, o aumento do tempo gasto online durante a pandemia pode ter aumentado as oportunidades dos criminosos de cometer crimes online.
 
Além disso, os dados indicam que 73% das vítimas de exploração sexual infantil e violência sexual online eram meninas entre 12 e 17 anos, e 13% eram meninas com menos de 12 anos. Por outro lado, 91% dos supostos criminosos eram homens e meninos: 35% deles tinham entre 25 e 44 anos, 20% tinham entre 18 e 24 anos e 18 % tinham 45 anos ou mais.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

86.7%
7.1%
6.2%