MENU

23/03/2021 às 07h10min - Atualizada em 23/03/2021 às 07h10min

“Ele simplesmente entrou e começou a atirar”, diz sobrevivente de ataque a tiros que deixou 10 mortos em shopping do Colorado

Atirador ficou em silêncio, dizem as testemunhas; polícia ainda não ofereceu nenhum indício do motivo

Redação North News
com informações do The Denver Post
Foto: Chet Strange/AFP
 
Quando os tiros começaram dentro do supermercado King Soopers, na tarde dessa segunda-feira (23), alguns clientes e funcionários correram instintivamente, e outros congelaram com o barulho dos estampidos.

O local é
 um complexo localizado ao sul do campus da Universidade do Colorado e possui muitas lojas e restaurantes, porém foi transformado em uma cena de terror, onde 10 vidas se perderam, entre elas a do policial veterano e herói, Eric Talley, de 51 anos.

Na noite dessa segunda-feira uma longa procissão de veículos da polícia e ambulâncias, com as luzes piscando, saiu do supermercado para escoltar o corpo de Talley.

O policial Mark Bliley, chefe do sindicato do Departamento de Polícia de Boulder, disse que Talley era um amigo próximo apaixonado pelo policiamento. No trabalho, Talley tinha uma capacidade única de se conectar com as pessoas, disse Bliley. “Ele era apenas um oficial e pessoa muito respeitada e bem-amada”, disse Bliley. "Apenas uma pessoa sólida ... Não conheço ninguém que não gostasse de Eric."


O ataque
O tiroteio começou do lado de fora de uma das duas entradas da loja. Dois colegas de quarto que compravam pizza no self-checkout disseram que ao ouvir o barulho inicial, viram um homem armado, vestido de preto, entrar com algum tipo de rifle. Ele não disse nada antes de levantar a arma, disseram.

“Ele simplesmente entrou e começou a atirar”, disse um dos homens, que falou ao The Denver Post. Seu amigo acrescentou que o atirador “disparou alguns tiros, depois ficou em silêncio e depois disparou mais alguns. Ele não estava pulverizando”. Um deles fugiu em direção aos fundos da loja para escapar, enquanto o outro, ficou escondido atrás de um refrigerador de bebidas perto do caixa, até encontrar refúgio em uma pizzaria.

Alguns compradores se viram em tiroteios em massa anteriores, como o massacre de Columbine no cinema Aurora. “Parecia que todos nós tínhamos imaginado que estaríamos em uma situação como esta em algum momento de nossas vidas”, disse James Bentz, que disse estar bem dentro da loja quando o tiroteio começou, na seção de carnes.

A polícia de Boulder, durante uma entrevista coletiva à noite, lançou pouca luz sobre o curso dos acontecimentos, dizendo que eles ainda estavam sob investigação. Eles não deram nenhuma indicação de um motivo ou vínculo entre o homem e a loja, mas disseram que a “pessoa interessada” estava sob custódia e havia sofrido ferimentos que exigiam tratamento.

O comandante Kerry Yamaguchi deu crédito às agências de segurança vizinhas da região metropolitana de Denver por ajudar na resposta, que aconteceu minutos depois de ligações frenéticas para o 911 recebidas de dentro da loja. “Sem essa resposta rápida, não sabemos se teria havido mais perdas de vidas”, disse Yamaguchi.

O suspeito

O suspeito foi levado sob custódia, mas houve poucas respostas nas horas seguintes. As autoridades disseram que levaria dias para investigar a grande cena do crime

O atirador, um homem, recebeu tratamento para alguns ferimentos, disse o promotor distrital do condado de Boulder, Michael Dougherty, mas não foi identificado e nenhum motivo foi levantado até a noite de segunda-feira. O FBI está ajudando a investigar a pedido da polícia de Boulder.

A polícia disse apenas que o atirador carregava um rifle. Informações extra-oficiais dão conta de que a arma utilizada pelo assassino seria um rifle de assalto AR-15.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.5%
4.8%
7.7%