MENU

03/05/2022 às 11h41min - Atualizada em 03/05/2022 às 11h41min

STF mantém inelegibilidade de Daniel Silveira

Supremo Tribunal Federal deixa Deputado Federal inelegível

Leandro Mendonça
LUIS MACEDO/CÂMARA DOS DEPUTADOS
Nesta terça-feira (03), o Supremo Tribunal Federal (STF) manteve sua posição em relação ao inquérito do Deputador Federal Daniel Silveira (PSL-RJ). O presidente do Supremo, Luis Fux, vai se encontrar com o Rodrigo Pacheco, presidente do Senado e com o Ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira. A principal pauta da reunião será sobre as declarações feitas pelo Ministro, que citou uma possível intervenção das Forças Armadas no processo eleitoral. 

Enquanto o Senado e o Poder Judiciário discutem sobre as eleições que acontecerão no dia 2 de outubro, alguns Ministros do STF fizeram um jantar na casa de Dias Toffoli. Entre eles estavam Gilmar Mendes, que veio a se encontrar com Flávio Bolsonaro após o crepúsculo, e Ricardo Lewandowski. 

Esses encontros tem acontecido com mais frequência, após a declaração dos Ministros sobre a condenação, em trânsito, dada ao Parlamentar carioca. Nas últimas semanas, os presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira e do Senado, também participaram de ceias na casa dos responsáveis pelo Poder Judiciário.

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, concedeu ao Deputado Federal o direito da "Graça". Tal poder só poderia ser conferido ao representante do Pode Executivo, eleito de forma democrática. O Presidente julgou que a pena conferida pelo STF foi severa, frisando que o Parlamentar tem o direito a liberdade de expressão, como todos os cidadãos. Bolsonaro lembrou que Daniel Silveira tem imunidade parlamentar, dando mais força ao indulto.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

86.7%
7.1%
6.2%