MENU

11/02/2022 às 10h53min - Atualizada em 11/02/2022 às 10h53min

Comboio da Liberdade divide o Canadá

Comboio da Liberdade é apoiado por 46% dos cidadãos canadenses

Leandro Mendonça
Photo Dominique Lelièvre
Justin Trudeau não imaginava que há 14 dias atrás aquela “minoria” estivesse tomando metade da população. Mas a realidade é outra no atual momento, visto que 46% dos canadenses apoiam o 'Comboio da Liberdade’, que luta pelos direitos do cidadão a não precisar fazer quarentena ao cruzar fronteiras e é contra a obrigatoriedade do passaporte vacinal para viagens, entradas em restaurantes, boates ou qualquer estabelecimento fechado.
Mas esses 46% não apoiam a estratégia utilizada pelos caminhoneiros, de acordo com a empresa de pesquisas IPSOS. A pesquisa foi realizada em nome da Global News e encontrou maior resistência em jovens de 18 a 34 anos (61% apoia o movimento).

“Não é que as pessoas estejam cansadas (com as medidas sanitárias). Eles estão frustrados”, disse o CEO da IPSOS Public Affairs. “E o que acontece no país é apenas um ‘para-raios’ para demonstrar essa frustração (o Comboio da Liberdade).

O povo canadense tem um senso patriótico muito forte, então muitas pessoas são contra o estacionamento de caminhões ao lado do Parlamento, em Ottawa. Outras pessoas não apoiam mensagens extremistas ao Primeiro-Ministro e à Governadora-Chefe, visto que Trudeau mantém sua ideologia de apoio à vacina e distanciamento social.

“A outra metade dos canadenses diz que deveriam ao menos tentar. Assim, mostraria que o nível de apoio ao governo sobre os protestos é fraco e que a população é contrária ao que pensa Trudeau”.
A pesquisa IPSOS foi feita entre os dias 8 e 9 de fevereiro, de forma online, e contou com 1000 pessoas.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

86.7%
7.1%
6.2%