MENU

10/03/2022 às 12h22min - Atualizada em 10/03/2022 às 12h22min

Mulher de Ottawa presa pelo Taleban no Afeganistão é libertada após 24 dias

Nadima Noor, é uma voz bem conhecida no Afeganistão. Ela co-fundou uma Organização Não-Governamental (ONG) e optou por permanecer no país mesmo após a tomada do Talibã.

Co - autora: Isabela Peixer
CTV News
Foto: Arquivo pessoal familiar
Uma mulher de Ottawa que foi presa sob a mira de uma arma pelo Talibã no Afeganistão há quase um mês está livre.

A família de Nadima Noor confirmou ao CTV News Ottawa na quarta-feira que ela havia sido libertada.

Noor, de 38 anos, é uma voz bem conhecida no Afeganistão. Ela co-fundou uma Organização Não-Governamental (ONG) e optou por permanecer no país mesmo após a tomada do Talibã.

"Ela disse: 'Vou ficar aqui e continuar meu ativismo'", disse seu irmão Dastaan ​​Noor à CTV News Ottawa, "fale pelas pessoas que estão aqui e eu não tomaria partido".

Sua família diz que membros do Talibã a forçaram a sair de seu escritório sob a mira de uma arma em 13 de fevereiro, sem explicação.

Seu irmão disse à CTV News na terça-feira que era difícil obter uma resposta direta sobre por que sua irmã foi detida ou quando ela seria liberada.

Mas então as boas-vindas vieram apenas um dia depois.

Dastaan ​​Noor disse a Stefan Keyes da CTV Ottawa na quarta-feira que sua irmã estava livre.

Falando no Newstalk 580 CFRA's Ottawa Now with Kristy Cameron , Dastaan ​​disse que Nadima entrou em contato com ele via WhatsApp na manhã de quarta-feira.

"Houve uma montanha-russa de emoções pela qual a família estava passando, já que nunca obtivemos respostas diretas", disse ele. "Nadima me procurou diretamente esta manhã e disse: 'Na verdade, estou liberada!' e todo o meu humor mudou."

Dastaan ​​disse que foi informado após a prisão de sua irmã que ela seria imediatamente libertada, mas isso nunca aconteceu.

"Três dias se passaram. Eu acompanhei o Ministério do Interior e disse que ela ainda não havia sido liberada, e eles disseram que iriam investigar o caso novamente, mesmo sabendo muito bem de Nadima", disse ele. "Nadima é muito conhecida no Afeganistão; eles a conhecem, conhecem seu trabalho, então fiquei bastante surpreso por não terem sido diretos comigo."

Ele credita a cobertura da mídia da história de Nadima para sua libertação.

"Agradeço a todos os meios de comunicação canadenses que divulgaram a notícia de que um canadense foi detido no Afeganistão sem acusações por 24 dias", disse ele.

Dastaan ​​diz que ainda não sabe por que ela foi presa.

"Eles apenas disseram que a investigação está concluída e que estamos liberando você agora."

Ele diz que sua irmã planeja continuar seu trabalho no Afeganistão, mas há preocupações.

"No momento, ela diz que quer ficar e continuar seu trabalho, que não será forçada a deixar o país", diz ele.

“Há algumas complicações do lado do governo, já que eles anunciaram que toda mulher precisa de um companheiro para viajar, e essa regra entrou em jogo enquanto ela estava encarcerada, então não tenho certeza de seus planos”, acrescentou. "O que aconteceu com ela nos últimos 24 dias, sem nenhum motivo... me preocupa que possa piorar. Há uma preocupação aí." 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

86.7%
7.1%
6.2%