MENU

24/06/2021 às 14h27min - Atualizada em 24/06/2021 às 14h27min

17 canadenses morreram por dia por conta de opioides em 2020

Pandemia intensificou o número de usuário mortos

Redação North News - Amanda Rodrigues Leal
680 News
U.S. Attorneys Office

A Agência de Saúde Pública do Canadá afirma que a pandemia de COVID-19 gerou no ano passado uma crise de overdose cada vez mais mortal, que continua a ceifar vidas e corroer comunidades.

 

Novos números da agência mostram que 6.214 pessoas sofreram mortes relacionadas aos opioides em 2020 - 17 mortes por dia em média - em comparação com menos de 4.000 em 2019.

 

Os números aumentaram vertiginosamente com o passar do ano, chegando a 1.766 nos últimos três meses de 2020, à medida que as precauções de saúde restringiam o acesso a serviços que variam de consultas médicas a locais de consumo supervisionado.

 

As restrições às reuniões deixaram alguns usuários isolados. Enquanto isso, as contínuas restrições de fronteira do Canadá interromperam o fluxo de drogas ilícitas, e os traficantes que procuram manter por mais tempo seus suprimentos limitados estão mais propensos a adicionar adulterantes potencialmente tóxicos.

 

A Health Canada está atualmente trabalhando com Vancouver no pedido da cidade de isenção de disposições criminais sobre o simples porte de pequenas quantidades de drogas em uma tentativa de tratar o consumo como um problema de saúde em vez de um crime.

 

Pelo menos 21.174 pessoas morreram de toxicidade aparente por opióides entre 2016 e 2020, disse a Agência de Saúde Pública do Canadá.

 

As mortes relacionadas aos opioides em todo o país podem chegar a 2.000 por trimestre no primeiro semestre de 2021, ultrapassando de longe o pico de quase 1.200 nos últimos três meses de 2018, de acordo com modelos da agência.

 

“O surto de COVID-19 está piorando a já mortal e contínua crise de saúde pública de overdoses e morte por opioides”, disse a agência em seu site.

 

“Está tendo um impacto trágico sobre as pessoas que usam substâncias, suas famílias e comunidades em todo o Canadá”.

 

O Canadá Ocidental continua sendo o mais atingido, respondendo por metade de todas as mortes por toxicidade por opióides no ano passado (os números de Manitoba não estavam disponíveis). Mas as taxas também aumentaram em outras regiões.

 

Cerca de 85% de todas as mortes relacionadas com opiáceos no ano passado ocorreram na Colúmbia Britânica, Alberta ou Ontário, de acordo com números da agência.

 

Cerca de 77% das vítimas eram homens com idades compreendidas entre os 20 e os 49 anos.

 

O fentanil tem sido um fato rimportante da crise, com 82% das mortes acidentais relacionadas ao opioide sintético, disse a agência.

 

Em B.C., as mortes envolvendo fentanil estiveram em declínio por mais de um ano até abril de 2020, quando os números mensais começaram a dobrar os de 2019.

 

Os benzodiazepínicos, um tipo de sedativo prescrito, foram detectados em medicamentos que circulam em partes de várias províncias. Os usuários podem ser difíceis de despertar e lentos para responder à naloxona - a droga que reverte as overdoses de opioides - e mais propensos a overdose quando o fentanil ou outros opioides também estão na mistura.

 

“Não estamos mais falando sobre heroína, estamos falando sobre drogas sintéticas de todos os tipos”, disse Karen Ward, uma defensora dos direitos das drogas e também consultora de políticas de drogas e redução da pobreza da cidade de Vancouver.

 

“Eles estão sendo feitos por químicos amadores com equipamentos improvisados. Isso não vai melhorar. ”

 

Ward e outros defensores estão pedindo ampla descriminalização e maior acesso a programas seguros de abastecimento e tratamento.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

86.5%
5.1%
8.3%