MENU

24/08/2021 às 11h46min - Atualizada em 24/08/2021 às 11h46min

Trudeau discute sobre o prazo final dos EUA para deixar Cabul enquanto se reúne com os líderes do G7

Líderes pressionam o governo estadunidense para estender a estadia de seus militares no Afeganistão além do prazo de 31 de agosto

Redação North News
CP24
Spanish Defence Ministry via AP, File

OTTAWA - O Primeiro-Ministro Justin Trudeau está jogando suas cartas com força sobre seu desejo que o G7 pressione por uma extensão do compromisso militar americano com o Afeganistão.

 

Trudeau está participando de uma reunião virtual especial dos líderes do G7 hoje sobre a crise no Afeganistão e o presidente dos EUA, Joe Biden, deve enfrentar ligações de alguns líderes para estender o compromisso militar dos EUA com o Afeganistão além do prazo de 31 de agosto.

 

Tudo o que Trudeau disse quando questionado sobre o assunto em uma campanha federal em Hamilton, pouco antes da cúpula virtual, foi que estava ansioso por uma discussão sobre como proteger o maior número possível de pessoas.

 

O Primeiro-Ministro britânico Boris Johnson, que está hospedando a cúpula, e o francês Emmanuel Macron estão entre os que pedem uma prorrogação para evacuar mais plenamente todos os estrangeiros e afegãos vulneráveis ​​que ajudaram os americanos e os aliados da OTAN antes da recente queda do país para o Talibã.

 

O Canadá é um de uma dúzia de países aliados que participam da evacuação de pessoas que enfrentam represálias do Talibã do caótico aeroporto de Cabul, que forças lideradas pelos americanos garantiram por enquanto.

 

Johnson convocou a cúpula "urgente" dos líderes do G7 para discutir a crise de evacuação e planejar um compromisso de longo prazo com os novos líderes do Talibã no Afeganistão, bem como lidar com a crise humanitária para refugiados.


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.5%
4.8%
7.7%