MENU

22/11/2021 às 11h55min - Atualizada em 22/11/2021 às 11h55min

92% dos funcionários do TCC compartilham seu status de vacinação

Política se tornou obrigatória e funcionários tinham até dia 20 de novembro para fornecer prova

Redação North News
City News
THE CANADIAN PRESS IMAGES/Dominic Chan

O TTC diz que 92% de seus mais de 15.000 trabalhadores compartilharam seu status de vacinação contra o COVID-19, já que a política obrigatória da agência entrou em vigor no domingo, 21.

 

A agência de trânsito acrescenta que a “grande maioria” dos empregados sindicalizados e não sindicalizados está agora totalmente vacinada.

 

Os funcionários que não forneceram prova de vacinação até 20 de novembro, com acomodação aprovada pelo Código de Direitos Humanos de Ontário ou isenção médica, foram suspensos sem remuneração. Quem não cumprir o mandato até o final do ano será demitido.

 

Seguindo a última atualização do TTC, pouco mais de 1.200 funcionários parecem estar enfrentando medida disciplinar por não aderir à política de vacinas da agência.

 

O sindicato que representa cerca de 12.000 trabalhadores do TTC soube no sábado que sua oferta para suspender a política de vacinação obrigatória foi negada.

 

As reduções da força de trabalho forçaram o TTC a cortar o serviço em todo o sistema em cerca de 8% a partir de domingo.

 

“Continuamos priorizando nossos corredores mais movimentados durante nossos horários de maior movimento e hoje, apesar das mudanças, estamos entregando 97% do serviço programado do último domingo”, disse o CEO da TTC, Rick Leary, em um comunicado.

 

Uma linha de metrô, uma rota de bonde e 57 outras rotas de ônibus devem ser afetadas, no entanto, a agência diz que continuará a proteger o serviço em seus corredores de ônibus mais populares nos horários de maior movimento, como Wilson, Eglinton East (RapidTO), Finch West, Jane, Lawrence East, York Mills, Steeles West, Sheppard West e Victoria Park, entre outros.

 

Os passageiros diurnos da Linha 2 - a linha de metrô Bloor-Danforth - podem esperar atrasos de três a quatro minutos, enquanto os passageiros noturnos verão seus tempos de espera de seis a oito minutos.

 

Quem usa o bonde St. Clair 512 pode demorar até nove minutos, dependendo da hora do dia, enquanto 57 linhas de ônibus também serão afetadas.

 

O TTC diz que onde o serviço foi afetado, será semelhante às mudanças sazonais feitas no verão e em dezembro.

 

“O Conselho da TTC apóia totalmente a política de vacinação obrigatória porque ela protege a saúde e a segurança de nossos funcionários e do público”, disse o presidente e conselheiro do distrito 15 do TTC de Don Valley West, Jaye Robinson. “Deixei claro para o CEO da TTC, Rick Leary, que todos os serviços devem ser restaurados o mais rápido possível à medida que implementamos o mandato da vacina.”


Co-autora: Amanda Rodrigues Leal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.6%
5.1%
7.3%