MENU

02/05/2021 às 15h44min - Atualizada em 02/05/2021 às 14h37min

Enterrado em dívida? Não entre em pânico, faça essas 5 coisas

Uma consequência do acúmulo de dívida é que isso pode resultar em uma severa contração de crédito. Se você estiver enterrado em dívidas, o pânico só piorará as coisas. É preciso muito sacrifício e disciplina antes que você possa se livrar dos problemas financeiros, mas quanto mais cedo você começar, melhor será.

Monica Guth
Assumir o controle

Nunca ignore ou evite problemas de dinheiro, principalmente dívidas. Eles não são o tipo de problemas que desaparecem por conta própria. Você deve honrar sua obrigação e proteger sua capacidade de crédito. Caso contrário, você corre o risco de perder o acesso ao crédito se você estourar o limite de crédito ou, se não fizer mais os pagamentos mínimos mensais da fatura.

Assuma o controle, revisite seu orçamento e se baseie no orçamento novo. Incorpore um plano de pagamento de dívidas ao seu novo orçamento e renuncie a quaisquer despesas desnecessárias que você pode viver sem.

Prepare um orçamento realista

O objetivo é garantir que você gaste menos do que ganha. Um orçamento deve ajudá-lo a acompanhar suas entradas e saídas de caixa. O orçamento que você elaborará também precisa ser realista. Ajuste suas alocações para poder segui-las.

Pague o cartão de crédito que tiver juros mais altos

Uma vez tendo um orçamento em prática, então o plano de redução de dívidas será em dar prioridade naquele cartão de crédito que tiver juros mensais mais altos, dando preferência para atá quitá-lo, enquanto continua efetuando pagamentos mínimos nos outros.

Consolide suas dívidas

A consolidação da dívida, um sistema oferecido no Canadá, serviços prestados por um “Licensed Trustee” (L.I.T.), serve como um alívio e tranquilidade ao consumidor sabendo que as dívidas são negociadas em até, no mínimo, 30% do valor total devido, em taxas mensais sem juros aos seus credores. Ao consolidar suas dívidas dessa forma, todas as ligações de credores / cartas de cobrança / quaisquer tipos de ação judicial e penhor em conta bancária ou direto na fonte (no seu salário) serão cessados por Lei.

Deve ficar claro que, depois de consolidar suas dívidas, você ira ter o seu crédito re-estabelecido, isto é, poderá aplicar para um novo cartão de crédito, uma vez que sua proposta (consolidação de dívidas) for aprovada pelos credores, que são 45 dias corridos após darmos entrada ao processo no governo. Este processo é explicado em duas reuniões de aconselhamento (mandatória) com a consultora de crédito.

A Lei da consolidação de dévida (proposta) permite que o consumidor tenha já um novo cartão de crédito, mesmo tendo a proposta em andamento. Isso significa que o consumidor já estará reconstruindo o crédito no Equifax Canada e, subsequentemente, procedimentos a serem cumpridos para tambem ter a ‘pontuação de crédito’ normalizada.

Economize em investimento/poupança

Depois de dar entrada na proposta aos credores, e ao colocar em prática seu orçamento mensal, já ajuda para comecar agora a economizar, e um planejamento, separando uma quantia mensal para uma poupança ou tax free savings account (T.F.S.A.), e o stress vai ficando pra trás, pois você já tem um din-din sobrando para guardar para o seu futuro.
 
Estamos aqui para ajudar você a sair dessa crise financeira e das ligações constantes de credores, e se sentir aliviado diante do aperto da divida acumulada, e retomar ao seu sono profundo e de paz. Para mais detalhes entre em contato: Rumanek & Company Ltd. (www.rumanek.com).

Entre em contato com a consultora de crédito Monica Guth via e-mail: monica@rumanek.com ou ligue já para o (416) 665-3328 ext-307 para marcar a sua consulta gratuita para então darmos entrada na sua “consolidação de dívidas”. Também trabalhamos com bancarrota. Precisamos analisar qual a melhor opção para o seu caso.


 
Link
Monica Guth

Monica Guth

Colunista e consultora de finanças

Tags »
Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.2%
5.2%
7.6%