MENU

08/05/2021 às 19h00min - Atualizada em 08/05/2021 às 19h00min

Dia da Mami

Alex Srabotnjak
 
Curiosidades da Bíblia (CdB)

Segundo domingo de Maio? Adivinhou: dia de celebrar sua Mami ... com a
própria Mami, se ainda possível.

Nem sempre as mamis acertam, mas tem uma explicação: são de carne e osso
como os filhos, e estes também nem sempre acertam, né?

Tem várias mães documentadas na Bíblia, até já falei de algumas há anos
atrás. Falemos hoje de mais algumas.

Temos sempre de começar com a primeira da lista, você não acha?

(1)      “Adão deu à sua mulher o nome de Eva, pois ela seria mãe de toda a
humanidade.” [Gênesis 3:20]. Fico imaginando as dificuldades desta mulher,
jovem, inexperiente, não teve mãe e possivelmente não tinha a menor idéia de
como educar os filhos. Será que Caim matou Abel como resultado desta
inexperiência? Além deste fato lamentável, possivelmente, Adão era um homem
feliz: não tinha sogra (brincadeirinha, tá?).

(2)      Temos também a primeira mãe da qual temos registro de ter gêmeos,
Rebeca: “Isaque orou ao Senhor em favor de sua mulher, porque era estéril. O
Senhor respondeu à sua oração, e Rebeca, sua mulher, engravidou. Os meninos
se empurravam dentro dela, pelo que disse: “Por que está me acontecendo
isso?” Foi então consultar o Senhor.” [Gn 25:21-22]. Rebeca era estéril por
20 anos de seu casamento. Após a oração de seu marido, Deus deu a ela uma
dosa dupla ... duas crianças brigando dentro da barriga da mamãe ... e
ninguém explicou pra ela como era isto.

(3)      Tem também a história de duas mães, prostitutas, mas mães. Você
encontra esta história em [1 Reis 3:16-28].

Fazendo um resumo, dois bebês recém nascidos tinham 3 dias de diferença e
uma das mães contou perante o Rei Salomão: “Certa noite esta mulher se
deitou sobre o seu filho, e ele morreu. Então ela se levantou no meio da
noite e pegou o meu filho enquanto eu, tua serva, dormia, e o pôs ao seu
lado. E pôs o filho dela, morto, ao meu lado. Ao levantar-me de madrugada
para amamentar o meu filho, ele estava morto. Mas quando olhei bem para ele
de manhã, vi que não era o filho que eu dera à luz.” [1 Rs 3:19-21]. Claro
que a outra contra-argumentou.

Que enrascada. Como iria o Rei solucionar esta questão? “Então o rei
ordenou: ‘Tragam-me uma espada’. Trouxeram-lhe. Ele ordenou: ‘Cortem a
criança viva ao meio e dêem metade a uma e metade à outra’.” [1 Rs 3:24-25].
UAU! Mas o amor de mãe falou mais alto: “A mãe do filho que estava vivo,
movida pela compaixão materna, clamou: ‘Por favor, meu senhor, dê a criança
viva a ela! Não a mate!’” [1 Rs 3:26]. A mãe verdadeira foi capaz de abrir
mão de seu filho para que ele vivesse ... e o rei soube quem estava falando
a verdade.

(4)      A Bíblia tem várias histórias eletrizantes, mas a maior delas é,
em minha opinião, a história de Maria e de seu filho Jesus. Já falamos em
outras vezes do nascimento e crescimento de Jesus. Mas tem uma parte da
história, dramática, que poucos abordam: “Perto da cruz de Jesus estavam sua
mãe, a irmã dela, Maria, mulher de Clopas, e Maria Madalena. Quando Jesus
viu sua mãe ali, e, perto dela, o discípulo a quem ele amava, disse à sua
mãe: ‘Aí está o seu filho’, e ao discípulo: ‘Aí está a sua mãe’. Daquela
hora em diante, o discípulo a recebeu em sua família.” [João 19:25-27].

Você consegue visualizar esta cena? Maria, mãe de Jesus, a bem aventurada
anunciada em [Lucas 1:26-28]: “No sexto mês Deus enviou o anjo Gabriel a
Nazaré, cidade da Galiléia, a uma virgem prometida em casamento a certo
homem chamado José, descendente de Davi. O nome da virgem era Maria. O anjo,
aproximando-se dela, disse: ‘Alegre-se, agraciada! O Senhor está com
você!’”, ela está presenciando, sentindo e acompanhando o sofrimento de seu
filho crucificado. Imagine o coração desta mãe como estava. Jesus, ainda
assim importou-se com Sua mãe, e diz a João, “cuide de minha mãe”. José, o
pai adotivo, não estava mais junto com eles.

Você vê que as mães enfrentam várias situações na vida – não é só alegria.
Muitas dificuldades aparecem, e elas criaram, respectivamente, você e eu.
Vamos apresentar a Deus nossa gratidão por nossas mães ... e se a sua ainda
estiver por aqui, celebre junto – pode ter certeza de que ela amará.

Parabéns mamães!

Tenha boas reflexões, boas decisões e ações, além de um dia e uma semana
super abençoados ... Deus é maravilhoso e Jesus Cristo o nosso Salvador!
Link
Relacionadas »
Comentários »

Você vai se imunizar contra o novo coronavírus (Covid-19)?

87.4%
4.8%
7.8%