MENU

18/06/2023 às 06h03min - Atualizada em 18/06/2023 às 05h54min

O GP do Canadá de F1 em Montreal

Paulo Galvão Júnior

Paulo Galvão Júnior

Paulo Galvão Júnior

Economista paraibano, palestrante, autor de 17 e-Books de Economia, conselheiro do CORECON-PB e sócio do Fórum Celso Furtado de Desenvolvimento da PB.

Circuit Gilles-Villenueve, Montréal, Québec, Canada.
Bonjour leitor do Portal North News, hoje, domingo, dia 18 de junho, em Montreal, a maior cidade da província de Quebec e a segunda maior cidade do Canadá, ocorrerá o Grande Prêmio (GP) de Fórmula Um (F1) do Canadá de 2023.
 
Muitos canadenses, turistas nacionais e internacionais irão acompanhar este GP de F1 no famoso Circuito Gilles-Villenueve, em homenagem póstuma ao extraordinário piloto canadense e vice-campeão mundial de F1 em 1979, que nasceu em 18 de janeiro de 1950, na cidade de Saint-Jean-sur-Richelieu, na província francófona de Quebec, e faleceu em 8 de maio de 1982, no treino após um trágico acidente automobilístico no Circuito Zolder, em Lovaina, no GP da Bélgica.
 
Com certeza, Formula 1 Grand Prix du Canada, no ano de 2023, será uma das corridas mais disputada do Campeonato Mundial de Pilotos e de Construtores de F1 e, mais uma vez, é possível recordar as belas e velozes 68 corridas de Gilles-Villeneuve (1950-1982) em vários circuitos mundiais, onde conquistou 6 vitórias, 13 pódios, duas pole positions e 8 voltas mais rápidas. E sua primeira vitória foi exatamente no GP do Canadá de 1978, em Montreal, pilotando um carro da Ferrari, com as históricas presenças do piloto argentino Carlos Reutemann (1942-2021), dos pilotos brasileiros Nelson Piquet (tricampeão mundial de F1) e Emerson Fittipaldi (bicampeão mundial de F1), além dos lendários pilotos, o inglês James Hunt (1947-1993), campeão mundial de 1976 e o austríaco Niki Lauda (1949-2019), tricampeão mundial de F1, além de outros pilotos como o americano Mario Andretti (campeão mundial de 1978) e os franceses Didier Pironi (1952-1987), Jacques Laffite (atual comentarista da televisão francesa) e René Arnoux (proprietário de pistas de karting indoor na França).
 
Circuit Gilles-Villeneuve tem 4.361 quilômetros de extensão, e é considerado um traçado misto pelos pilotos de F1. Ele está localizado na Ilha de Notre-Dame, no Parque Jean-Drapeau, em Montreal, e o piloto holandês Max Verstappen, bicampeão mundial de F1, é o pole position entre 20 pilotos no GP do Canadá de 2023, com 25 pole positions na sua brilhante carreira pela Red Bull-Powertrains, com 84 pódios e 170 corridas, mais pódios e corridas do que o inesquecível piloto brasileiro Ayrton Senna (1960-1994), tricampeão mundial de F1 e que venceu o GP do Canadá de 1988 e 1990. E Max Verstappen só perde de Ayrton Senna no número de vitórias, 40 de Verstappen versus 41 de Senna, e de pole positions, 25 de Verstappen versus 65 de Senna.
 
Os brasileiros têm o hábito de domingo assistir as corridas de F1 desde 1970, e, nenhum piloto brasileiro correndo na famosa pista do lindo Circuito Gilles-Villenueve em plena primavera de 2023. Mas, o piloto brasileiro Nelson Piquet venceu três vezes não consecutivas o GP do Canadá, nos anos de 1982 e de 1984 pela Brabham-BMW, e no ano de 1991 pela Benetton-Ford. E a pista de Montreal tem ricos patrocinadores como Pirelli, Rolex, MSC Cruisers, Crypto.com, Qatar Airways, Aramco, Amazon Web Services (AWS), Salesforce, Lenovo, e Heineken.
 
E o veloz piloto inglês Lewis Hamilton, heptacampeão mundial de F1, tem uma grande torcida no Reino Unido e no emergente, continental, populoso, tropical e desigual Brasil. E o seu carro da Mercedes é um dos favoritos para o GP no bilíngue Canadá de 2023, que na classificação numa pista molhada, irá largar na segunda fila (inicialmente, na quarta posição, porém, com a sanção do piloto alemão Nico Hulkenberg da Hass, pulou para a terceira colocação).
 
A Band TV transmitirá ao vivo, a partir das 16h30, o GP do Canadá, a nona das 23 corridas programadas da temporada 2023 de F1 (oitava corrida pelo cancelamento do GP da Itália, em Ímola, pelas enchentes na Emilia-Romagna), com previsão de chuva, de safety car, de yellow flag e arquibancada lotada de torcedores. Lembrando que Montreal tem uma hora a menos do horário de Brasília e que Gilles-Villeneuve foi o único piloto canadense a ganhar o GP du Canada.
 
Até chegar o sinal verde da largada do GP du Canada, no Circuito Gilles-Villeneuve, uma relevante sugestão ao estimado leitor do renomado Jornal North News, é ler, reler e ler de novo o meu décimo segundo e-book de Economia intitulado O CANADA! pela Editora UNIESP, com 76 páginas, no link da biblioteca virtual do UNIESP, https://bibliotecavirtual.iesp.edu.br/index.php/UNIESP/catalog/book/230, com 13 artigos, com análises dos principais indicadores socioeconômicos das dez províncias e dos três territórios do segundo maior país do mundo, e do melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da América.
 
E o desenvolvido Canadá é o país membro do Grupo dos Sete (G7) e do Grupo dos Vinte (G20), com mais de 40 milhões de habitantes, e tem um elevado índice de alfabetismo financeiro em pessoas adultas, porque o governo canadense coloca o ensino sobre Educação Financeira como uma das prioridades na educação de qualidade, e com enormes investimentos em alfabetização financeira de crianças até idosos, que melhora significativamente as suas tomadas de decisões financeiras em plena Quarta Revolução Industrial.
 
Finalizando, nas 70 voltas de curvas e retas do Grand Prix Pirelli du Canada de Formule 1 2023, as margens do estuário do rio Saint-Laurent, a torcida verde-e-amarela é pela vitória do piloto britânico Lewis Hamilton (que recebeu o título de cidadão honorário do Brasil pela Câmara de Deputados em 07 de novembro de 2022 e fã de Ayrton Senna) nas comemorações alusivas dos 300 anos do economista escocês Adam Smith (1723-1790) e dos 140 anos do economista inglês John Maynard Keynes (1883-1946) no ano de 2023. E a secular Montreal, fundada em 1642, pelos colonizadores franceses, é a segunda maior cidade francófona do mundo, uma belíssima cidade do Canadá e da América do Norte, e que atrai turistas internacionais pela sua excelente qualidade de vida, e estudantes estrangeiros para suas excelentes bibliotecas públicas e universidades como as renomadas Université de Montréal e Concordia University.

Salut Gilles! Kisses Pamella! Health Humberto! Acelera Hamilton!
Link
Leia Também »
Comentários »